"Põe quanto és / No mínimo que fazes" - Ricardo Reis

Visitas: 877

b_300_200_16777215_00_images_Ano_letivo_18-19_3P_Pe_quanto_s__No_mnimo_que_fazes.jpgNo auditório do centro de congressos de Aveiro, a peça "O ano da morte de Ricardo Reis", da companhia Éter pôs "tudo" o que há no romance de José Saramago num espetáculo de cerca de hora e meia, perante um público de jovens estudantes do 12° ano e seus professores.

 

A adaptação de Filomena Oliveira e Miguel Real da famosa obra mostrou, com grande sentido artístico e didático, um Ricardo Reis de papel e de carne, um Fernando Pessoa de sombra e ironia, um Saramago de interrogações estéticas e de denúncia social. Esta viagem a 1936 e aos universos literários de dois maiores na literatura portuguesa foi privilégio dos finalistas do secundário do AEOS, numa atividade do departamento de línguas.